• 12 julho

    Isolamento social aumenta o sedentarismo; saiba como prevenir a trombose

    A trombose venosa profunda é umas das principais doenças desencadeadas na pandemia

    Pessoas em home office ficam muito tempo sentadas e é recomendado pausas regulares e caminhadas para circular o sangue

    Com a pandemia é normal que as pessoas fiquem mais sedentárias, alterem os hábitos alimentares e isso provoca o aumento das doenças vasculares nos pacientes mais jovens durante o período de isolamento social.

    De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, a incidência de TVP (Trombose Venosa Profunda) é a principal causa nas mudanças quando muda o estilo de vida.

    É fundamental manter uma rotina saudável durante o período de isolamento social. Para Fernanda Federico, cirurgiã vascular da Clínica Leger, o ideal é incluir na alimentação as fibras, diminuir a gordura e sódio, evitar excesso de carboidratos e açucares. Também é bom lembrar de beber bastante água, evitar bebidas alcoólicas e o cigarro.

    Segundo a médica, a obesidade, o uso de anticoncepcionais, diabetes, hipertensão arterial, colesterol alto e questões genéticas também são fatores que podem provocar o surgimento e o avanço das disfunções vasculares.

    "A necessidade de isolamento social fez também com que muitas pessoas deixassem de fazer o acompanhamento médico das patologias vasculares crônicas e, desta forma, aumentaram as complicações destas doenças", explica Fernanda Federico.

    Confira três dicas importantes da cirurgiã vascular, na prevenção de doenças desta natureza durante o isolamento social na pandemia

    1) Exercícios físicos regulares são recomendados, mesmo dentro de casa. Caminhadas, alongamentos, principalmente das panturrilhas, exercícios na ponta dos pés com extensão e flexão são importantes para evitar o comprometimento da circulação.

    2) Pessoas em home office permanecem longos períodos sentadas e é recomendado pausas regulares e caminhadas para evitar a estase sanguínea nas pernas. O uso de meia elástica, prescrita por um médico, é importante para evitar edema, cansaço e dor nas pernas, além de evitar TVP em pessoas com fatores de risco.

    3) Mesmo que não existam doenças vasculares pré-existentes, sinais como dor, inchaço, frialdade ou vermelhidão, mudança na temperatura nas pernas e pés, são potencialmente graves e é indicada uma avaliação médica especializada para evitar complicações circulatórias.

    Fonte: Terra 
    Voltar